É notório que há uma grande subnotificação de casos da COVID-19. Como se pode imaginar, testar as pessoas na porta do hospital enviesaria as amostras. Então, como fazer testagem em massa? Uma estratégia possível seria usar uma amostra aleatória. Usando uma ideia antiga desenvolvida pelo economista estatístico Robert Dorfman (Dorfman, 1943), é possível reduzir os custos da testagem. Por exemplo, em vez de testar imediatamente todas as pessoas de um domicílio, testamos o conjunto de pessoas.

Continuar leitura

Foto do autor

Guilherme Jacob

Manauara.
Mestrando em População, Território e Estatísticas Públicas.
Bacharel em Direito e Economia.

Rio de Janeiro, Brasil