Eu ia encerrar com o último texto, mas lembrei de outra coisa. Durante o mestrado, quando alguns colegas trabalhavam com a PNADC, eu sempre comentava que era importante levar o plano amostral em consideração. Diante disso, eles levaram o peso amostral em consideração. No entanto, o plano amostral é mais do que os pesos amostrais! Usar os pesos amostrais faz com que suas estimativas não sejam viesadas. Mas, se o plano amostral não for ignorável, as variâncias estarão incorretas.

Continuar leitura

Já faz algum tempo que passei por essa situação mas acho que vale a pena pensar a respeito. Em um fórum de R, uma pessoa pergunta onde está a função pra calcular um determinado número com a PNAD. Eu vou dou uma olhada e vejo que, de fato, a função não existe. Explico para a pessoa que a função não existe porque ninguém escreveu ainda. E me responde: alguém pode fazer isso aí rapidinho?

Continuar leitura

Foto do autor

Guilherme Jacob

Manauara.
Mestrando em População, Território e Estatísticas Públicas.
Bacharel em Direito e Economia.

Rio de Janeiro, Brasil